EVENTOS

 

ST TV

Galeria de Entrevistas

Notícias

Campeonato Estadual de Jiu-Jitsu 2014

Escrito por Luana Antunes.

O Evento aconteceu em Florianópolis, no Ginásio Saul Oliveira “Capoeirão”, no dia 13 de abril, dia também de decisão do Campeonato Catarinense de Futebol, que resultou em festa na Capital com a vitória do Figueirense sobre o Joinville.

O evento contou com um grande número de atletas inscritos, ultrapassando os 400, entre eles várias crianças e adolescentes que levaram a presença da família e contribuíram para a grande presença de público que passou pelo Ginásio, dividindo a atenção com o Estádio Orlando Scarpelli, fazendo um grande dia para o esporte em Florianópolis.

A organização apesar de ter tido alguns problemas operacionais conseguiu agilizar o evento e seguir o cronograma pré-estabelecido. Alexandro Ceconi foi o grande Campeão do Absoluto faixa preta adulto. O evento contou com premiações em todos os absolutos graças ao poio da Stance Fight que firmou parceria no Circuito Catarinense de Jiu-Jitsu 2014, vale ressaltar o apoio da Max Muscle Criciúma que enviou suplementação para distribuir aos Campeões, além da premiação em dinheiro disponibilizada pela FCJJ que serão feitas em todas as etapas e que não fazem mal a ninguém. A estrutura montada contou com 6 áreas de competições, sendo que 4 delas com placares digitais, facilitando o acompanhamento do desenrolar das lutas por parte das torcidas, Ambulância com UTI, Um médico, uma enfermeira, um motorista socorrista, quatro socorristas da 41ª Brigadas de Bombeiros Voluntários de Jaguaruna, Segurança privada e 18 árbitros da FCJJ/CBJJ/IBJJF, além de staff, coordenadores e mesários, sendo a maior estrutura já montada no Estado para um evento de Jiu-Jitsu a nível estadual.

A grande campeã geral de Equipes foi a Academia Gracie Gym, seguida pela Academia Coelho JJ e ASM Delariva, na premiação de Equipes até 15 anos a campeã foi a Academia Coelho JJ, seguida pela Academia Sparta JJ e Ataque Duplo/Team Tavares. Apoio importante para a realização do evento foi da Fundação Municipal de Esportes de Florianópolis que abriu as portas para o Jiu-Jitsu e Prefeitura Municipal de Jaguaruna apoiando a ASJA e FCJJ. A FME de Balneário Camboriú também apoiou o evento incentivando a participação dos atletas, assim como a Prefeitura Municipal de Santo Amaro da Imperatriz.

Algumas pessoas se destacaram para que o evento acontecesse da forma satisfatória entre elas o Superintende da FME Florianópolis, Hudson Pires (Chiquinho); O Coordenador das atividades do Ginásio Saul Oliveira, Claudemir (Buda); Deivid Soares Costa (Casa das Películas); Luciano (Banga); Alexandre Teixeira Araújo; Prof. Esmeraldo Manoel de Sousa; Prof. Érico de Farias; Prof. Isaky Coelho; Wagner (Max Muscle); Ricardo e Cesar Tirloni (Stance Fight). 

Dana expulsa agressor de Sonnen, e time de americano vence a primeira

Escrito por Sul Tatame.

Apenas na quinta luta da terceira edição do reality show The Ultimate Fighter Brasil, o time comandado pelo norte-americano Chael Sonnen finalmente conseguiu marcar seu primeiro ponto contra a equipe do brasileiro Wanderlei Silva. Mas mais uma vez, a briga entre os dois - que foi ao ar episódio anterior - chamou mais a atenção que a luta.

O programa começou com Wanderlei Silva indo ao hospital, onde foi detectada uma lesão em sua mão direita, decorrente dos golpes que ele deu em Sonnen. Essa contusão também é um dos motivos do adiamento da luta entre eles. Mas assim que os times foram para a academia, todos foram convocados para uma videoconferência com Dana White.

Como era esperado, o presidente do UFC não perdoou o ocorrido. De cara, expulsou do programa o técnico André Dida, que era assistente do brasileiro e deu diversos golpes em Chael pelas costas. "Eu quero que você deixe o show. Você tem que ir embora! Socar o Chael quando ele estava no chão com o Wanderlei, isso não é o que fazemos neste esporte, e você vai ter que deixar o show. Você deveria ser preso, para ser honesto com você", disse.

Em seguida, o chefão do Ultimate deu nos dois treinadores uma das maiores broncas da história do evento e do reality show.  "Vocês não se gostam, tudo bem. Mas estamos nesta estrada há anos, tentando regulamentar este esporte. Mesmo aí no Brasil, onde tudo começou, as pessoas achavam que o MMA era cheio de 'gorilas', e é exatamente como vocês dois se comportaram."

"Se vocês querem lutar de graça, eu adoraria não ter que pagar, seria ótimo. Vocês são atletas profissionais, ganham muito dinheiro para lutar um contra o outro e finalmente saber quem é o melhor. Se quiserem lutar de graça vai ser maravilhoso, mas eu acredito que vocês não querem fazer isso, certo? Vocês estão em uma competição, sendo mentores de jovens lutadores, mostrando como eles devem agir e vocês dois agiram como idiotas ontem. Parabéns! Me façam um favor? Mostrem respeito pelo esporte, por vocês mesmos e vamos manter isso legal pelo resto da temporada, por favor", completou, aos gritos.

Leia Mais

Werdum atropela Browne e disputará cinturão dos pesados

Escrito por Sul Tatame.

Fabrício Werdum esperava que a luta deste sábado estivesse valendo o cinturão da categoria peso pesado. Mas a lesão do campeão Cain Velasquez impediu o combate. Assim, o brasileiro acabou aceitando enfrentar Travis Browne. Werdum entrou no octógono ao som da música Lepo Lepo, do grupo Psirico, e não se intimidou com a barba do adversário. Vitória do brasileiro por decisão unânime.

Werdum agora vai lutar pelo cinturão da categoria, enfrentando o campeão Cain Velasquez. Dana White já confirmou o duelo, que deverá ser realizado em território mexicano no final do ano.

O brasileiro começou a luta tentando encaixar os golpes com velocidade, mas foi obstruído e por pouco não finalizado. Werdum conseguiu escapar e logo os lutadores acusaram o cansaço. O gaúcho conseguiu ainda encaixar diretos e terminou o primeiro assalto provocando Browne.

No segundo round, Werdum levou a luta para o chão e conduziu o combate do jeito que planejava, cansando o adversário. Estratégia semelhante o brasileiro adotou no terceiro assalto, tentando resolver logo a situação e partindo para o ataque.

O quarto assalto teve um ritmo mais moderado. Werdum tentou levar o combate para o chão, mas foi impedido, enquanto Browne insistia nos chutes altos. No último round, o brasileiro se defendeu das investidas do adversário, que cansado não conseguia emplacar boas sequências.

A segunda principal luta da noite foi um combate feminino. Miesha Tate enfrentou Liz Carmouche na categoria peso galo. Miesha, que vinha de derrota para Ronda Rousey em dezembro de 2013, começou a luta sendo atacada e não conseguiu impor seu ritmo.

Leia Mais